quarta-feira, 11 de abril de 2012

Eu sou feliz (porque quero)


Sabes, ás vezes não podes mostrar que és feliz. Não podes mostrar que estás bem com a vida (com a tua vida)... nem que seja por instantes, por uma noite. Ás vezes tens de ser como os outros, apesar de não seres. De não quereres ser. Ás vezes tens de engolir a tua alegria. A tua vontade de estar feliz. A tua maneira de sorrir com os olhos. A tua gargalhada fácil. Ás vezes tens de te comportar como os outros. Como os outros querem. Como os outros acham que te deves comportar... ou então não, e continuas a ser TU! Sempre tu. Até porque afinal esses outros sempre te conheceram assim.
E são isso mesmo, outros. Porque tu... tu vais ser sempre igual. Sempre a mesma. Mesmo que os outros mudem. De nome. De ser. De tudo.
Porque são isso mesmo, outros. Apenas isso.

2 comentários:

Palavras soltas disse...

Nunca se deve mudar a atitude por ninguem! Sê tu mesma os outros não interessam hj falam amanhã já não lembram! Sempre foi e sempre será assim... Como eu digo quem não gosta meta a borda do prato ou então não olhe!!

Ana disse...

That's it!